Thursday, April 14, 2005

Xiii!!!!!

Moro numa cidade pequena, que mesmo assim é a maior da região.
E como numa cidade pequena, são poucas as empresas de transporte coletivo. Aqui a gente sempre esperava o ônibus pela cor. Tinha o amarelinho, o verdinho e o vermelhinho. Pela cor a gente já sabia se servia ou não.
Era comum a gente ouvir, nos pontos de ônibus, as crianças perguntando: Mãe, qual é a cor do ônibus?
Agora, a empresa de ônibus que fazia a maior parte das linhas do lado de cá do rio - tem disso também: Do lado de lá do rio uma empresa, do lado de cá outra - perdeu o direito a essas linhas e estão entrando diferentes empresas em seu lugar. Só que ninguém avisou e no primeiro dia um monte de gente perdeu a condução.É, porque aqui na cidade ônibus não tem horário, não e vigiar pelo número é também perda de tempo, já que as placas vivem trocadas.
Agora já estamos "espertos " e ficamos lá vigiando o ônibus pela placa com o nome da linha. E não tiraram todas as linhas de uma vez não. Todo dia tem um ônibus diferente circulando pelas ruas da cidade e a gente se quiser que se ligue.
Aliás, eu queria saber quando é que vão mudar o ônibus que eu costumo pegar, que, quando passa, quebra no caminho. Espero que, quando mudarem eu não "engula barriga" no ponto.
Coisas do povo do interior, que não está acostumado a novidades.

1 Comments:

Blogger Manoel Carlos said...

No Recife, que não é uma cidade pequena, há duas coisas engraçadas: as pessoas não se referem ao número, mas ao nome de um edifício; e ao nome, jamais ao número, de uma linha de ônibus.
Mas em Nova Iorque também há o hábito de se referir aos nomes dos edifícios.
No Rio, todos têm nome, mas nem sabemos.

10:39 AM  

Post a Comment

<< Home